Peregrinos, pessoas em trânsito

Conta-se a história de um viajante que há muitos anos bateu à porta de um castelo medieval da Inglaterra.
– Por gentileza, senhor, posso conseguir pousada para a noite?
– “Esse castelo não é para peregrinos”, respondeu o homem carrancudo, enquanto se dispunha para fechar a porta.
– O senhor é o proprietário?, indagou o viajante.
– “Sou”.
– E quem viveu nesse castelo antes do senhor?
– “Meu pai.”
– E quem viverá nele depois do seu falecimento?
– “Meu filho”.
– E assim mesmo o senhor diz que não é para peregrinos?

De tempos em tempos é preciso lembrar ao crente em Cristo que nesse mundo ele realmente é peregrino. Talvez em nenhum tempo estejamos mais conscientes de nossa condição no fim de cada ano, quando lançamos um olhar retrospectivo sobre o caminho percorrido e passamos uma hora silenciosa de meditação.
Todos nós somos viajantes numa estrada longínqua, distante da casa de nosso Pai. Nas palavras da Escritura, “não temos aqui cidade permanente, mas buscamos a que há de vir” (Hebreus 13: 14). Somos estrangeiros que atravessam uma terra estranha – tendo nos olhos a luz da pátria.
Quando estamos sós com nossos pensamentos “dezembrinos”, contemplando a morte iminente de mais um ano, nosso coração está em sintonia com o Salmista: “Quanto ao homem, os seus dias são como a relva; como a flor do campo, assim ele floresce; pois soprando nela vento, desaparece; e não conhecerá daí em diante o seu lugar”.
Mas também apressamos em acrescentar com o Salmista: “Mas a misericórdia do SENHOR é de eternidade em eternidade, sobre os que temem, e a sua justiça sobre os filhos dos filhos” (Salmo 103: 17).

Fonte: O Restaurador, nº 396, Outubro a dezembro de 1979

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s