Aprendendo com Cristo

“Não digo isto por causa da necessidade, porque já aprendi a contentar-me com as circunstâncias em que me encontro. Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade”. Filipenses 4: 11 e 12

Atravessamos dias turbulentos e de muita insegurança nas diversas facetas da vida. O desemprego, a fome, os desastres climáticos, as guerras, etc. Cumpre-nos, em tempos difíceis e trabalhosos como estes que estamos vivendo revestirmo-nos de fé no SENHOR Jesus Cristo, a fim de que nossa conseqüente reação a tudo isto seja manifestada como eleitos de Deus. O desespero e a loucura são manifestações próprias àqueles que não confiam no seguro socorro do Onipotente Pai (Salmo 46: 10). O apóstolo Paulo fora um precioso diamante que se deixara lapidar por Deus e pela Sua Palavra, tornando-se uma belíssima jóia e espargindo os verdadeiros reflexos do Evangelho Eterno, embora lhe tenha custado a vida.  Mas, em muitos outros sentidos o apóstolo dos gentios já houvera aprendido a viver humildemente como homem pobre, sofrendo afrontas por causa da sua associação com Cristo e o Seu Evangelho. No cumprimento de sua missão fora experimentado nas mais variadas provas. Às vezes, o apóstolo recebia ajuda dos filipenses, por quem ele orava muito; em outras, ele soube passar sem ele, com renunciadamente. Paulo experimentou pobreza extrema, mas aprendeu a suportar tudo, continuando a servir a Cristo, apesar disso. No verso 11, a apóstolo do SENHOR disse que já havia aprendido a contentar-se em toda e qualquer situação.  Perguntamos: Aprendido com quem? Sem dúvida, com Cristo. Paulo entendeu profundamente as conseqüentes implicações daquele que se propõe a andar com Cristo. Se não vejamos Mateus 16: 24: “Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome a sua cruz, e siga-me”. Quão maravilhoso seria se todos chegassem à compreensão do apóstolo amado!

Paulo, embora sem poder suprir as suas necessidades vitais, valia-se dos sobejos recursos espirituais que o Pai Eterno colocava em suas mãos. Em Filipenses 4: 13, afirma: “Posso todas as coisas Naquele que me fortalece”. Que convicção! Aprendamos com Cristo, em Mateus 6: 25,26. “Por isso eu digo a vocês: não se preocupem com a comida e com a bebida que precisam para viver nem com a roupa que precisam vestir. Afinal, será a vida não é mais importante que a comida? E será que o corpo não é mais importante que as roupas? Vejam os passarinhos que os voam pelo céu: eles não semeiam, não colhem, nem guardam comida em depósitos. No entanto, o Pai de vocês, que está no céu, dá de comer a eles. Será que vocês não valem muito mais do que os passarinhos?” (NTLH). Amados, aqui o Mestre nos chama à atenção, expondo de maneira simples e objetiva o valor de nossas vidas, diante de Deus Pai, I Pedro 1: 18,19. Se Ele (Deus) foi capaz de presentear-nos a Sua maior riqueza, o Seu único Filho, Jesus Cristo, quanto mais as coisas elementares da vida!
Disse Paulo: “Sede, pois, meus imitadores, assim como eu sou de Cristo”.
Verdadeiramente, Paulo assumira em si as características de Cristo, como: submissão a Deus, renúncia própria, sofrimento, fé e amor. É o que podemos chamar de um cristão autêntico, pois, exibia com coragem e determinação este nome e a bandeira do Evangelho Eterno. “O maior lugar do mundo é o lugar destinado ao aperfeiçoamento.” Não importa o quanto temos de gastar: tempo, dinheiro, a vida, etc., conquanto que esse lugar seja conquistado por cada um de nós, possibilitando-nos o crescimento espiritual em Cristo Jesus. Disse Stanley Jones: “Só crescerei quando crescer para cima – para o calvário. Daí, morro para viver”. Este é o estágio que o SENHOR deseja para nós, a fim de que nos tornemos auto-suficientes, APRENDENDO COM CRISTO, em meio às vicissitudes da vida.
Para edificação, leia Romanos 8: 31-39.
Autor: Diácono Gilberto Fernandes Coelho.
Trecho adaptado da revista “O Restaurador”, edição nº415, pg. 12.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s