Deus nos chama

Publicado originalmente em POR DENTRO DA BÍBLIA 
“Então o SENHOR chamou Samuel. Samuel respondeu: “Estou aqui”. (1 Samuel 3:4)

Introdução:

O texto de 1 Samuel 3:1 a 10 relata a experiência que o menino Samuel teve com Deus. Particularmente, acho este trecho da Escritura lindo e maravilhoso. Isso reflete o autor da Bíblia, que é magnífico em todas as suas obras, embora nós, meros seres humanos, falhos e pecadores, nem sempre reconheçamos isso. Diante da grandeza de Deus, somos, simplesmente, insignificantes.   Mas mesmo assim ele nos chama. O Senhor ignora a nossa pequenez e nos procura, como fez com o garoto, filho de Ana. Ele conversa conosco!

Por falar nisso, é importante que não deixemos o diálogo com Deus se enfraquecer. Isso é comum nesta era. As ocupações do dia a dia tornam o nosso curto tempo, ainda mais apertado a ponto de, na maioria das vezes, não nos “sobrar tempo” para a importante prática da oração. Obviamente, isso acontece quando não damos a devida prioridade a ela. Deste modo, a oração não ficará na fila de espera aguardando uma “sobrinha” de tempo de nossa parte.

Mas Deus é longânimo e misericordioso. Nos ouve quando o buscamos com seriedade. Ele também nos chama pelo nome, assim como chamou Samuel e outros servos como Saulo (Atos 9:3) Lázaro (João 11:43) Adão (Gênesis 3:8). Isso é extraordinário! Não ignoremos, portanto, o chamado de Deus para nossas vidas. Estejamos atentos a sua voz. Sejamos submissos a sua vontade.  A que se destina o chamado de Deus para nós? Entre outras coisas, Somos chamados por Deus para:
I.   Salvação
Deus nos chamou para a salvação. Diz a Palavra que ele nos chamou de acordo com o seu propósito (Rm 8:28). Sobre a salvação, a Bíblia diz: E aos que predestinou, também chamou; aos que chamou, também justificou; aos que justificou, também glorificou (v.30). Foi por isso que ele enviou o seu Filho à terra (Jo 3:16). Jesus foi muito claro ao falar do assunto ao dizer: O Filho do homem veio para salvar o que se havia perdido (Mt 18:11). Isso nos faz refletir sobre duas importantes questões. Primeira, não podemos salvar a nós mesmos. Só Cristo é salvador. Somente ele se entregou em favor da humanidade. Ele nos amou quando ainda não o conhecíamos. O rico tem dinheiro para comprar muitas coisas, mas não a vida eterna. Sem Jesus, todos os homens, independentemente da condição social, etnia, influencia etc., estão perdidos.

A segunda questão a se refletir sobre a nossa salvação é que não temos mérito algum. Em Efésios 2:8 diz: “Pois vocês são salvos pela graça, por meio da Fé, e isto não vem de vocês, é dom de Deus”. Somos salvos pela graça de Deus, pelo sacrifício de Jesus na cruz e por meio da Fé. Não são as obras que salva o cristão. Dar esmolas, ajudar o pobre, estender a mão ao marginalizado é importante. Deus quer isso mesmo de cada um de nós. Mas isso não nos traz mérito, pois como diz a Bíblia, “isto não vem de vocês, é dom de Deus”. É ele quem nos concede esse dom. Jamais conseguiríamos a salvação se não fosse por intermédio de Jesus.
II.   Santidade

Porque Deus nos escolheu nele antes da criação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis em sua presença (Efésios 1:4).
Deus não nos chamou para vivermos na impureza, mas para a santidade. Não somos desse mundo, estamos de passagem: E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus (Rm 12:2). O mundo é mal. Os seus prazeres, embora agradáveis aos olhos, danificam a vida de quem a eles se entrega. Viver para o mundo, ou seja, por este sistema dominado pelo deus deste século, é permanecer morto em delitos e pecados.

 Deus quer que vivamos. O seu desejo é que façamos diferença na sociedade. Almeja que não nos permitamos influenciar pelas coisas que vemos no mundo, os seus ensinamentos, suas ideologias. Mas que tenhamos entendimento do alto e saibamos o quão boa, agradável e perfeita é a sua vontade.  
III.   Serviço
Porque somos criação de Deus realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as quais Deus preparou antes para nós as praticarmos (Efésios 2:10).
Já dissemos aqui que as boas obras não nos fazem merecer a salvação, contudo, isso não quer dizer que devemos ignorá-las. Temos que fazer boas obras, dar bons frutos, afinal, esta é a vontade de Deus. Fomos chamados, também, para isso. É certo que nem sempre vemos os frutos das nossas obras de imediato. Os mártires, por exemplo, não viram o quanto sua fé e coragem contribuíram para o crescimento do evangelho no mundo. Paulo, possivelmente não imaginara que muitas de suas cartas seriam lidas em pleno século 21.

Seja qual for a situação, é precisa fazermos nossa parte. Não por mera obrigação, mas por prazer e gratidão ao Senhor. Deus se alegra quando fazemos algo para ele com alegria. Evangelizar com alegria é muito melhor, assim como colaborar numa obra social. Servir é melhor do que ser servido. No reino de Deus, grande é o que serve. Façamos isso.
Conclusão:

Que Deus continue a nos abençoar a cada dia e que possamos estar firmes na salvação, na santidade e no serviço do Mestre. Não esqueçamos de que vale a pena ouvir a sua voz. Todos nós fomos chamados para um determinado projeto, o qual está sob a direção de Deus. Ele tem planos específicos para cada crente, individualmente. Contudo, salvação, santidade e serviço abrange a toda a coletividade do povo de Deus. Não neguemos o seu chamado, e sim, abneguemo-nos a ele. Amém.
Gessiele Sousa
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s