Pastor Alex, diretor da FUMAP, concede entrevista ao blog

A entrevista foi concedida na fria e ensolarada tarde de domingo, 30 de setembro de 2012, no tempo livre após as palestras do Encontro “Jovens Vivendo o Reino”.
1 – Como é lidar com este novo desafio que foi proposto ao Pastor: de estar à frente da juventude promessista brasileira?
    Um desafio muito grande. Lidamos com um´público cada vez mais exigente, ligado, antenado com tudo o que tem acontecido, especialmente por tudo o que foi feito na gestão passada. Entendemos que foi produtiva, muito boa em cada sentido de tudo o que fizeram.
    Entendemos que há uma expectativa muito grande por parte da juventude brasileira, e na dependência de Deus e contando com a misericórdia Dele, nos dispomos para esta tarefa. Entendemos que é Ele que está nos capacitando, nos ajudando para podermos suprir estar e alcançar o coração da moçada com a graça de Deus.
2 – Como surgiu o lema “Viva o Reino”?
    Surgiu justamente deste desafio de dar sequência do que a gestão passada da FUMAP realizou. Entendemos que Deus deu uma oportunidade de fazer essa transição de um tema para o outro, através do próprio texto bíblico que nos dá uma oportunidade de fazer um “link” entre o que foi trabalhado no passado (que foi a Geração Metanoia) e que estamos trabalhando agora – que é o Reino. O próprio texto bíblico (Mateus 3:2) vai nos ensinar que o resultado da Metanoia é o Reino de Deus. Então, olhando para este texto, acredito que Deus deu a oportunidade de fazer este “link” entre o que já foi trabalhado no passado e o que está sendo agora, sem perder tudo o que foi ministrado nos anos anteriores e ao mesmo tempo estar dando uma nova cara, uma nova proposta, que é a ideia da “Geração Metanoia – Viva o Reino”.
3 – Esta ideia da continuidade da Geração Metanoia seria igual ao processo de santificação após a santificação?
    Na verdade, o “Viva o Reino” é uma continuidade nesta caminhada. Nós não começamos na gestão passada esta ideia. Na verdade, a ideia de transformação de mente é o fruto de algumas gestões, de um trabalho que se tem feito no mínimo, há uns dez anos. Esta ideia que vem sendo trabalhada pela FUMAP já há alguns anos, através de outros lemas, nos tem esta direção, embora presente já algum tempo. Hoje, a ideia de viver o Reino é a tentativa de avançar um pouquinho mais, de caminhar um pouquinho mais, ou seja se nós temos uma mente transformada, penso que Deus espera um pouquinho mais de nós, agir com um pouquinho mais de responsabilidade, afinal temos uma mente transformada; e daí, o que Deus quer de nós a partir de então? Deus quer que nós possamos agir como pessoas que fazem, de fato, parte do Seu Reino; isto quer dizer: agir como gente salva, que já foi salva; não como gente que será salva, mas como gente que já se considera salva em Cristo Jesus e vivam como tal.
4 – A “conectividade” entre o site da FUMAP e o Facebook foi com o propósito de promover uma nova interação entre a Federação e os unionistas para um melhor divulgação dos trabalhos?
    Percebemos que o Facebook hoje é o ponto de encontro da moçada, onde a moçada está. Então, a FUMAP precisava diminuir um pouco esta distância com a juventude. O facebook é uma ferramenta que pode ser usada também de maneira útil e proveitosa para podermos diminuir esta distância e manter um encontro mais constante com a juventude, além de ter sido uma alternativa enquanto o nosso site passa por um momento de reestruturação. Além de alternativa, é importantíssima; a Igreja tem entendido isso, não apenas a FUMAP, outros departamentos tem entrado nessa área, entendendo que o Facebook e outras redes sociais são fundamentais para a proclamação do Evangelho.
5 – O que o Pastor diz sobre a oportunidade de estar em um encontro de jovens no interior baiano?
    Foi uma oportunidade muito rica que Deus deu para participar deste de vocês e ao mesmo tempo, um privilégio de aprender muito com vocês. Cada lugar que vamos, independente de ser uma região metropolitana ou interior do estado, conhecemos pessoas diferentes, de diferentes lugares, situações, de diferentes experiências; nós conversamos com o pessoal e acrescentamos estas experiências em nossa bagagem; Com toda certeza, não esqueceremos nunca mais. Nos faz crescer como pessoa e como servo de Deus também. São experiências que podem ser levadas a outros jovens de outras partes do país e que eles entendam que seja numa região metropolitana ou seja no interior, seja numa cidade distante, a mais de 500km da capital, como é aqui em Vitória da Conquista, encontramos pessoas, jovens dispostos, gente sincera, pessoas que se entregam de fato na obra de Deus, que vivem o Reino, que já estão vivendo o Reino. Fazemos uma proposta de vida no Reino e descobrimos que estas pessoas já estão no Reino de Deus, já vivem o Reino e isso enche o nosso coração de alegria em saber, conhecer um pouquinho mais dos jovens de toda parte do país. É um privilégio, uma honra que Deus dá. Deus, por Sua misericórdia, dá esta honra para nós.
Pastor Alex, muito obrigado pela sua atenção, paciência e disponibilidade em responder a estas perguntas.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s