#BEDA 15 – Histórias que nos movem

Hoje é segunda-feira, dia de crônica e neste post terá a parte 2 da crônica da semana passada.

Muitas vezes, não tomamos o devido cuidado com nossa vida, com nosso tempo. Passamos não viver mais, e sim a existir, tornando-a uma rotina de cumprir obrigações e ações involuntárias. Quando se chega a este ponto o alerta vermelho é ligado, porque a vida entrou no modo automático. Os dias se passam e não se percebe mais. Chegou a hora de pisar nos freios.

Era sábado de manhã e estava no meio de uma viagem. Era ainda cedo e não tinha começado a programação (que prometia bastante). De repente, alguém foi apresentado a mim e esta pessoa começou a conversar comigo, contando várias histórias. No entanto, uma delas me chamou mais atenção que as outras e passei a pensar no que ele disse. Eu senti aquilo como um choque do desfibrilador, como se tivesse apertado o botão “RESET“. Passei a lembrar de alguns hábitos que eu tinha e que ficaram perdidos no tempo, o quanto eu tinha prazer nas práticas devocionais e agora nem sabia mais o que era isto. Ao ter esta reflexão, senti-me mais aliviado, tive a vontade de uma mudança (ainda que não tão significativa quanto gostaria), de reverter este quadro. É como se houvesse um eco: “lembra-te donde caíste e arrependa-te e pratique as primeiras obras” (Apocalipse 2: 5a).

Quando você se deixa levar pelas obrigações diárias, pela rotina e tudo mais o que vier, você se perde de si mesmo e da comunhão com Cristo. E assim, há necessidade de um momento de solitude, de um silêncio interno para encontrar a paz de espírito e por em ordem a sua mente e espírito. Necessita-se separar um momento para estabelecer um encontro com Cristo, através da oração e da leitura e meditação de Sua Palavra revelada. E além disso, separar um momento para comunhão com seu próximo, com seu irmão ou irmã; a pessoa que conversou comigo me ajudou de tal maneira e acho que ela tem noção ou sequer imagina. Quando minimizamos este momento ou deixamos de lado, há um prejuízo enorme e suas consequências vêm com tudo, sem sequer pedir licença.

Jesus disse uma vez: “Venham a mim, todos vocês que estão cansados de carregar suas pesadas cargas , e eu lhes darei descanso” (Mateus 11: 28 – NTLH).

Anúncios

4 comentários sobre “#BEDA 15 – Histórias que nos movem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s