Haiti perde 900 vidas. A vida negra não merece comoção internacional?

Atitude & Comunicação Bahia

Esquecido pela mídia internacional, Haiti sofre com o descaso após ser vítima de Furacão Matthew que deixou cerca de 877 mortos na ilha que o Haiti compartilha com a República Dominicana.Esquecido pela mídia internacional, Haiti sofre com o descaso após ser vítima de Furacão Matthew que deixou cerca de 900 mortos na ilha que o Haiti compartilha com a República Dominicana.

O luto seletivo: o Haiti seguirá (r) existindo!

*Lourival Aguiar Mahin – Esquerda Diário

Precisamos falar sobre o furacão que devastou o Haiti semana passada. A tragédia causada pelo furacão entrelaça pelo menos duas questões envolvendo aquele pais. Em primeiro lugar, as centenas de mortes não podem ser simplesmente explicadas pela fragilidade e pobreza do Haiti, que é considerado o mais pobre país das Américas.

Não podemos apagar a história de lutas e vitórias do povo Haitiano, primeiro país negro a se declarar independente e abolir a escravidão negra. Porém, a ousadia revolucionária que demonstraram cobraram um alto preço: eles serviram de exemplo contra todos os outros que pudessem seguir seus passos. Muito antes de terremotos e furacões, o…

Ver o post original 358 mais palavras