Um cochilo à tarde

rede-cordel-de-achados6
Foto: Cordel de Achados

Certo domingo, o pastor avisou que visitaria a igreja local. Ele mora em outra cidade, então, ele tem o costume de avisar as datas que ele vem. Disse que, se Deus o permitisse, chegaria às 17h. Neste dia, resolvi tirar um cochilo à tarde e pensei: “tirarei este cochilo e quando estiver perto das 17h, vou acordar, porque o Pastor vem e eu preciso me arrumar para ir ao culto.

Quando encostei a minha cabeça no travesseiro, passei a refletir: “Jesus foi sábio em não revelar a data em que irá voltar. O pastor avisou, tenho tempo para a soneca e depois me arrumar para recebê-lo na igreja. Não há com o que se preocupar. Se Jesus tivesse dito o dia e a hora em que voltaria, as pessoas não dariam a devida atenção à vigilância e à perseverança. Simplesmente deixariam a santidade e o exercício de sua fé em “banho-maria” e só se preocupariam na véspera da suposta data da vinda de Cristo“. Foi melhor não ter revelado, assim viveríamos o hoje, cada dia de uma vez, com seus males (Mateus 6:34), remindo o tempo, vigiando e orando para não entrarmos em tentação e sermos pegos de surpresa (Mateus 26:41; Efésios 5:16-17).

Então, como a vinda de Jesus é uma data incerta, o que nos resta é apenas esperar e ansiar por este dia, com oração e vigiando, andando em comunhão com ele, vivendo com integridade, seguindo a ordens contidas em Sua Palavra. Ele pode voltar a qualquer hora, tanto daqui a pouco, daqui a algumas horas, como também daqui a meses ou anos. Não cabe a nós saber ou marcar.

Estejamos prontos para encontrarmos com Ele e que não nos encontre dormindo no ponto!

“Vigiem e orem para que não sejam tentados. É fácil querer resistir a tentação, o difícil mesmo é conseguir. Por isso vocês também fiquem vigiando, pois o Filho do Homem chegará na hora em que vocês não tiverem esperando” (Mateus 26:41; 24: 44 – NTLH).

Anúncios